Posted on

Colisão foi na noite de sábado em Araquari. Já no Oeste, jovem morreu na manhã deste domingo após carro bater em árvore na BR-282 em Catanduvas. Moto colidiu em ambulância na BR-280 e homem e criança morreram em SC

Três pessoas morreram em dois acidentes em rodovias federais catarinenses. No Norte de Santa Catarina, pai e filha morreram na noite de sábado (19) após a colisão entre uma moto e uma ambulância na BR-280 em Araquari. Já na manhã deste domingo (20), um jovem de 19 anos morreu e outras duas pessoas ficaram gravemente feridas após o carro em que estavam bater em uma árvore na BR-282 em Catanduvas, no Oeste catarinense.

O primeiro acidente ocorreu por volta das 22h de sábado no km 27 da BR-280 em Araquari. O motociclista tentou atravessar a rodovia e colidiu lateralmente na ambulância do Corpo de Bombeiros Militar de Araquari, que seguia com giroflex ligado para atender uma ocorrência, conforme informações dos próprios bombeiros.

A filha do motociclista, de 9 anos, estava no carona. O capacete dela saiu com o impacto do acidente. Os socorristas que estavam na ambulância envolvida no acidente não se feriram e tentaram socorrer os ocupantes da moto.

O condutor da moto, de 29 anos, morreu no local e a menina foi levada com ferimentos graves pelos bombeiros voluntários de Araquari para o hospital São José, em Joinville, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.

Na mesma noite os bombeiros de Araquari chegaram a atender outro acidente na BR-280 envolvendo uma ambulância em São Francisco do Sul, este, porém, sem gravidade.

Em Catanduvas, no Oeste, a vítima foi um jovem de 19 anos. O carro em que ele estava saiu da pista na BR-282 na manhã deste domingo (20) e bateu em uma árvore. O acidente foi registrado pela PRF às 6h50 no km 415 da rodovia.

A vítima estava no banco traseiro do carro com placas de Vargem Bonita, também no Oeste, com outras duas pessoas que sofreram ferimentos graves. Os três não estavam com cinto de segurança, segundo o Copro de Bombeiros Militar de Catanduvas.

O motorista e a carona da frente usavam cinto e já estavam fora do carro quando os socorristas chegaram. Eles não se feriram.